TrekkerCultura

TrekkerCultura® -  Boletim Cultural - N. 10

Frota Estelar Brasil

Boletim publicado em 1992.

 

Vimos no boletim anterior a história de Macbeth e sua relação com o episódio The Conscience of the King (A Consciência do Rei). A famosa peça de Shakespeare provavelmente já era conhecida de meus amigos trekkers, mas o que muitos talvez não saibam é que passagens famosas desta tragédia inspiraram o nome de dois episódios da série clássica de Jornada nas Estrelas. Vejamos que passagens são essas.

Todos os que conhecem esta peça sabem que Macbeth, protagonista da tragédia, assassina Duncan, rei da Escócia, para usurpar-lhe o trono. Mas sabem também que grande foi sua hesitação em cometer este que seria o primeiro de uma sucessão de crimes. Mas, incitado por sua mulher, Lady Macbeth, que lhe censura a falta de coragem, ele finalmente decide cumprir o que prometera.

Então, de adaga em punho, pé ante pé, no escuro, aproxima-se do quarto em que dormia Duncan. Enquanto caminha, acredita ver outro punhal no ar, com o cabo apontado para ele, a lâmina ensangüentada. Mas quando tenta agarrá-lo, verifica que é apenas o ar, o fantasma nascido de sua imaginação, pressionada pelo ato que ia praticar. Eis a passagem, na peça de Shakespeare:

Is this a dagger which I see before me,

É um punhal o que vejo, com seu cabo

The handle toward my hand? Come, let me

Voltado para mim?

clutch thee: -

Vem, que eu te empunho!

I have thee not, and yet I see thee still.

Não consigo pegar-te, é certo, mas ainda assim te vejo.

Art thou not, fatal vision, sensible

Não és, fatal visão, sensível

To feeling as to sight? or art thou but

Ao tato como à vista?

A dagger of the mind, a false creation,

Ou és apenas um punhal imaginário, uma criação da mente

Proceeding from the heat-opressed brain?

Que a febre exalta?

I see thee yet, in form as palpable

Vejo-te contudo,

As this which now I draw.

Tão palpável na forma como este outro

Que saco neste instante.

(Ato 2, Cena 1)

Todos já devem ter percebido que o primeiro título em questão é Dagger of the Mind (O Punhal Imaginário), do episódio que mostra como o Dr. Tristan Adams, diretor da colônia penal Tantalus Cinco, esvazia as mentes dos internos com seu neutralizador neural, preenchendo-as depois com sentimentos imaginários. Até o Capitão Kirk é vítima do aparelho e passa a acreditar que ama perdidamente a Dra. Helen Noel, uma conhecida de outros natais...

A Dra. Noel, Kirk e o diretor do sanatório.

Spock tenta penetrar na mente do perturbado Dr. Adams.

Voltemos a Macbeth. Sabemos que, já quase ao final da tragédia, Lady Macbeth morre. Ao receber a notícia, Macbeth pondera, num amargo monólogo, sobre o aspecto frágil e efêmero da vida. É uma das passagens mais famosas de Macbeth. Desta passagem foi retirado o título de outro episódio da série clássica.

She should have died hereafter;

É morta. Não devia ser agora.

There would have been a time for such a word. -

Sempre haveria tempo para ouvir-se essa palavra. -

Tomorrow, and tomorrow, and tomorrow,

Amanhã, e amanhã e amanhã

Creeps in this petty pace from day to day,

O amanhã se arrasta nesse passo dia a dia,

To the last syllable of recorded time;

Até a última sílaba do tempo memorável;

And all our yesterdays have lighted fools

E todos os nossos ontens só conduziriam tolos

The ways to dusty death.

No caminho da morte poeirenta.

Out, out, brief candle!

Apaga, apaga a breve vela!

Life's but a walking shadow; a poor player,

A vida é uma sombra que passa, um mau ator

That struts and frets his hour upon the stage,

Que gasta sua pompa pelo palco

And then is heard no more: It is a tale

E não se escuta mais.

Told by na idiot, full of sound and fury,

É uma estória

Signifying nothing. (Ato 5, cena 5)

Contada por um louco, cheia de som e fúria,

Significando nada.

Já descobriram qual é o episódio? É a penúltima aventura do seriado, All Our Yesterdays (Todos os Nossos Ontens), em que Spock vai parar na remota era glacial de Sarpeidon, um planeta prestes a ser engolfado por seu sol, e se envolve com Zarabeth, que fora condenada a um solitário exílio nas cavernas. Quando ele retorna, cinco mil anos no futuro, quem viu se lembra da indisfarçável amargura com que ele fala de Zarabeth: "Ela está morta agora. Morta e enterrada. Há muito tempo". O monólogo de Macbeth transcrito acima não serviria como uma luva nesta cena com Spock?

Spock e Zarabeth se apaixonam.

Spock é obrigado a deixar Zarabeth para trás, 5.000 anos no passado.

História adaptada do livro TALES FROM SHAKESPEARE, dos irmãos Charles e Mary Lamb. Traduzido e publicado no Brasil pela Editora PAUMAPE.


Clique aqui para ver uma lista de filmes baseados em Macbeth.

Anterior  | Próximo

Página Inicial